fbpx

A Semana de Cultura e Artes Clássicas de 2022 será promovida pelo Instituto Hugo de São Vítor e realizada na igreja Nossa Senhora das Dores em Porto Alegre. A igreja é um dos mais belos prédios da cidade e possui uma estrutura única para abrigar o evento, que consistirá em 4 dias de atividades culturais, envolvendo pintura, escultura, teatro, música, poesia, literatura e Artes Liberais.

A Semana vem, de certa forma, marcar os 100 anos da malfadada Semana de 1922. Porém, não é nossa preocupação nos opormos formalmente a ela, mas mostrar que há mais e há muito melhor no campo da Cultura. Mostrar que aquilo que aquela velha e decrépita semana desprezava ainda pode mover, pode ensinar e pode inspirar.


Mas é mais do que isso. A cultura no Brasil se encontra num impasse. Não se trata ainda de uma renascença; porém, também não é mais uma estagnação dissolvente aquilo a que assistimos. Importa que não continuemos apenas assistindo; importa que comecemos a ter parte nela.

e o que isso significa?

Em termo gerais, que passemos a admirar, incentivar, expor e, muito especialmente, criar. E o passo além: temos de transpor os termos gerais e sair ao mundo real. Daí, a Semana. Ela aproximará aqueles que pensam em arte e cultura clássicas neste imenso país, público, artistas e suas obras. Somente a interação real entre esses operará a transmutação necessária, reacenderá a chama da cultura,

promoverá uma nova renascença.

promoverá uma nova renascença.

Banner-dia-1

O primeiro dia será marcado por uma viagem pelas artes clássicas. Falaremos da arte em geral, e em específico das artes plásticas e da música.

O Prof. Ricardo da Costa estará encarregado de fazer a introdução à história das artes no primeiro horário da manhã, na segunda parte fará uma exposição sobre o seu estudo da alegoria na arte, indo da antiguidade clássica ao Barroco.

Logo após o almoço o professor e artista Diogo Cruxen abrirá uma pequena exposição de arte com uma explicação geral sobre os seus trabalhos e demais obras expostas seguida de uma palestra sobre a composição nas artes plásticas.

No segundo momento da tarde a soprano Yasmini Vargas fará uma exposição sobre o seu trabalho acadêmico, cuja tema é As Bodas de Fígaro de Mozart.

Para encerrar o primeiro dia um sarau de poesias com obras de poetas contemporâneos brasileiros.

20 DE JULHO | DIA #1

08:30 – 10:00

10:00 – 10:30

10:30 – 12:30

12:30 – 14:30

14:30

15:30


16:45

17:15


18:30

Introdução às Artes Clássicas, com Ricardo da Costa

Intervalo

Alegoria do Mundo Antigo ao Barroco, com Ricardo da Costa

Almoço (fora)

Exposição de Obras de Artes

Palestra: Composição de obras plásticas, com Diogo Cruxen

Intervalo

Palestra: Bodas de Fígaro de Mozart, com Yasmini Vargas

Sarau de Poesia e Coquetel

Banner-dia-2

O segundo dia da semana de artes clássicas, dedicado à Literatura, será norteado pela figura de G.K Chesterton e pelo Bicentenário da Independência do Brasil.

A 1822 tornava-se o Brasil um país independente e, 100 anos depois, Chesterton manifestava publicamente a sua conversão à Igreja Católica. Os dois eventos, à primeira vista díspares, andarão de mãos dadas neste segundo dia da semana de artes clássicas, em que relacionaremos a Independência do Brasil com a independência intelectual inglesa que permitiu o surgimento de G.K Chesterton, entusiasta da fé e da filosofia, admirado e reconhecido mundialmente.

A abertura deste dia será por conta de Diego Guilherme, fundador da Sociedade Chesterton Brasil. As outras palestras e discussões serão por conta dos membros atuais da Sociedade: Rodrigo Naimayer do Santos, Junior Volcan e Elton Luiz. Além de mesas de discussão e palestras individuais, este dia contará com poesia, música e récita dramática. Serão declamados versos da Balada do Cavalo Branco, de Chesterton, e recitadas partes de uma peça ainda não publicada sobre a Independência do Brasil chamada “Independência ou Morte”.

Todo este programa de atividades foi pensado para que os participantes da Semana saiam persuadidos de que, sem cultura, e cultura brasileira, não há independência.

A última atividade do dia será um recital de canto e piano, organizado por Yasmini Vargas, em que serão executadas partes da ópera Le nozze di Figaro, de Mozart.

21 DE JULHO | DIA #2

9:00

9:40


10:30

10:45




11:45

13:00


14:30


15:30

15:45

17:00

Apresentação do dia

Palestra: A chegada de Chesterton no Brasil

Intervalo

Mesa redonda: Diferenças e semelhanças entre a realidade inglesa de Chesterton e a atual brasileira

Almoço

Recitação dramática intercalada com peças musicais

Palestra: Conversão e independência

Intervalo

Mesa: A ordem na literatura

Recital de canto e piano

Banner-dia-3

O terceiro dia será um mergulho no oceano profundo da arte do discurso. Os palestrantes investigarão os meandros de grandes composições poéticas, retóricas e dialéticas que se de diversas épocas do Ocidente, dando ênfase aos professores de todas as gerações: os latinos e os gregos. 

Iniciando os trabalhos, o Prof. Marcus Porto exporá os melhores exemplos da poesia latina, mostrando o que aí se fez de importante e assegurou a imortalidade aos poetas romanos. Depois, na outra face da vida dos grandes gênios do discurso está a pedagogia. Em certa medida, toda a arte é pedagógica; por isso, quem falará de retórica e pedagogia será o professor Clístenes, que há anos estuda e pratica ambas as disciplinas todos os dias. Para fechar a manhã, o professor Eduardo colocará lado a lado grandes discursos que elevaram a arte retórica em diferentes tempos, contextualizando-os e analisando-os tecnicamente.

A coroa do Trivium, porém, vem a ser a última das três artes, a dialética. É por ela que a teoria se constrói. Mas não seria também um processo pelo qual os amantes da sabedoria deveriam passar? Quem nos ajudará a entendê-la de perto, serão os professores Anthony Wright e Marcus Boeira, que nos mostrarão na prática como funciona a construção deste tipo de discurso. A tarde se encerrará com a mesa de discussões, onde os principais pontos que tenham sido discutidos ao longo do dia, serão confrontados pelos professores do Congresso, com amplo espaço para perguntas e interação com os participantes do Congresso.

Por fim, de noite convém apreciar a música, das artes do número a que toca mais facilmente os nossos afetos e espírito. Assim, dirigido pelo Maestro André Delair, teremos o concerto musical “Mozart e Vivaldi”. O concerto será realizado na belíssima Igreja Nossa Senhora das Dores e contará com uma orquestra de cordas. Este evento musical encerrará com chave de ouro o penúltimo dia da semana de artes clássicas.

22 DE JULHO | DIA #3

8:00 – 8:15

8:15 – 9:30

9:30 – 9:40

9:40 – 10:50

10:50 – 11:00

11:10 – 12:00

12:00 – 13:20

13:20 – 14:40

14:40 – 15:00

15:00 – 16:40

16:40 – 17:00

17:00 – 18:00

20h-

Abertura: breve apresentação do dia de palestras

Poesia Latina, com Marcus Porto

Intervalo

A retórica na pedagogia, com Clístenes Hafner

Intervalo

Diferentes discursos retóricos na literatura, com Eduardo

Almoço

Exercício dialético, com Anthony Wright

Intervalo

Exposição sobre dialética, com Marcus Boeira

Intervalo

Mesa de discussões entre os palestrantes

 

Concerto

Banner-dia-4

Encerra-se a Semana de Artes Clássicas no sábado, dia 23/07, com o tradicional Congresso de Artes Liberais. O Congresso foi o início de nossas atividades institucionais abertas ao público, e vem sendo um evento praticamente anual desde 2014.

Este ano, contamos com um time de palestrantes formado
unicamente por membros do Instituto. O Prof. Clístenes Fernandes abrirá os trabalhos com uma palestra sobre poesia épica. Será seguido pelo Prof. Marcus Porto, que falará sobre mitologia. Após o almoço, o Prof. Miguel Lopez discorrerá sobre o gênero literário do romance. O Prof. Mário Carbonera, na
sequência, terá como tema a unidade das Artes Liberais. Para finalizar com chave de ouro, o Prof. Marcus Boeira tratará da Filosofia dentro dos estudos clássicos.

O Congresso é a chance de você ver de perto o que os membros do Instituto têm estudado e, mais importante ainda, fazer contato com eles e com outros estudantes que trilham o mesmo caminho. Em suma, é uma oportunidade
única.

23 DE JULHO | DIA #4

8h30 – 9h30


9h30 – 10h

10h – 11h

11h30

12h30 – 13h30


13h30 – 14:30


14:30 – 15:00

15h – 16h

Poesia épica, com Clístenes Hafner Fernandes

Intervalo

Mitologia, com Marcus Porto

Almoço

O Romance, com Miguel Lopez

A unidade das Artes, com Mário Lucas Carbonera

Intervalo

Os estudos filosóficos, com Marcus Boeira

passaporte

COMPLETO

Jantar de encerramento
(somente para os primeiros inscritos,
pode acabar a qualquer momento)

Acesso a TODAS atividades
da Semana de Artes Clássicas

Acesso às gravações
da Semana de Artes Clássicas

Programa do concerto
“Mozart e Vivaldi”

R$ 790

DIA

ÚNICO

Acesso às atividades
do dia adquirido.

R$ 250