REFORÇO ESCOLAR E CULTURA CLÁSSICA NO PERÍODO VESPERTINO - Instituto Cultural Hugo de São Vítor

Atividades Presenciais no Instituto Hugo de São Vítor

REFORÇO ESCOLAR E CULTURA CLÁSSICA NO PERÍODO VESPERTINO

Público Alvo: Adolescentes e Jovens – 11 a 17 anos.
Horário: Das 13h45 às 17h45

Local: Instituto Hugo de São Vítor – Av. Independência, 944, Independência, Porto Alegre – RS

O Instituto Hugo de São Vítor oferece aulas de reforço escolar focadas nas disciplinas clássicas, como línguas, matemática, ciências e artes, para famílias que desejam fortalecer o aprendizado de seus filhos. As aulas acontecem no contraturno escolar, das 13h45 às 17h45, com o objetivo de consolidar o conteúdo ensinado na escola e expandir o conhecimento cultural dos alunos. Abordamos temas fundamentais para o desenvolvimento, independentemente do percurso educacional de cada aluno até o momento.

As disciplinas e atividades têm como objetivo oferecer aos alunos uma educação integral, mesclando conhecimentos teóricos com práticas culturais e artísticas, indo além dos limites das disciplinas acadêmicas tradicionais. Cada dia na escola tem sua própria dinâmica, focando em uma área específica do conhecimento. Os alunos têm a flexibilidade de frequentar os dias que melhor se adequam às suas necessidades ou às prioridades de suas famílias. No entanto, recomendamos a frequência em todos os dias para uma formação clássica completa.

grade curricular

Segunda-feira:

13h45: Música (Prof. Clístenes Hafner)

16h: Teatro (Prof. Clístenes Hafner)

Terça-feira:
13h45: Gramática (Profs. Mário Carbonera e Clístenes Hafner)
16h: Redação (Profs. Mário Carbonera e Clístenes Hafner)
Quarta-feira:
13h45: História (Prof. Clístenes Hafner)

16h: Ensino Religioso (Profs. Rodrigo Naimayer e Roberta Barbosa)

Quinta-feira:
13h45: Latim (Profs. Clístenes Hafner e Roberta Barbosa)

16h: Literatura (Prof. Clístenes Hafner)

Sexta-feira:
13h45: Matemática (Prof. Eduardo Rocha)
16h: Ciências Naturais (Prof. Eduardo Rocha)

professores e disciplinas

música e teatro: prof. Clístenes Hafner Fernandes

A música pode e deve ser estudada por todos independente do talento. Junto com a arte mecânica, instrumental ou vocal, é preciso dominar a teoria musical. Nas aulas de música o aluno aprende a leitura e escrita musicais, por meio de exercícios teóricos e vocais e do canto coral. É o meio mais eficaz de desenvolver o bom gosto e a erudição. O teatro, assim como a música e a poesia, é uma expressão elevada de cultura. A partir do legado grego e latino, nossos alunos se exercitam na arte do Teatro, adquirindo mais propriedade no uso das línguas antigas e desenvolvendo habilidades mecânicas de comunicação. A adolescência é um período crítico de transformações hormonais e afetivas, que precisa de experiências profundas para educar corpo, mente e espírito. Para isto, nas aulas de teatro são realizados exercícios de expressão corporal, coordenação motora, entonação vocal, e, ainda, memorização e ensaios para apresentação das peças, que acontecem ao menos uma vez por ano.

Gramática e Redação - Prof. Mário Lucas Carbonera e Prof. Clístenes Hafner Fernandes

A Arte da Gramática é o início e a base dos estudos. É necessário o conhecimento das palavras para conhecer a realidade que elas simbolizam, a fim de avançarmos no estudo sério de cada província do conhecimento. Enfatizamos, então, o estudo da gramática, da retórica e da arte das discussões, como fizeram os grandes oradores, desde a Grécia antiga. Partimos do estudo da fonética, ortografia, morfologia e sintaxe da Língua Portuguesa, aplicada em exercícios de fala, leitura e escrita e avançaremos para o estudo das demais artes da palavra.

História - Prof. Clístenes Hafner Fernandes

Este estudo se dá pela leitura de livros completos de história do Brasil e do mundo, e, também, das civilizações grega e romana, que influenciaram definitivamente a cultura ocidental. Tais leituras são conduzidas pelo professor, com inferências a contextos e interrelações com diferentes épocas: geografias, culturas, religiões e governos. Além disso, uma educação só é clássica, quando pode formar qualquer homem de qualquer época e em qualquer lugar. É preciso estudar História como o mais fiel dos meios de conhecer o homem. Aprender quais são os dramas, vitórias e fracassos que se repetem e, de certa forma, são sempre possibilidades inerentes à vida de todo homem. Com o enriquecimento do imaginário por meio da História, os alunos aprendem a dar respostas mais coerentes aos próprios desafios. Ou seja, estuda-se História universal para tornar-se capaz de viver a história individual; para tornar-se capaz de viver a própria vida.

Ensino Religioso - Prof. Sem. Rodrigo Naimayer dos Santos e a Profa. Roberta de Oliveira Barbosa:

Não somos uma instituição confessional ou centro religioso, porém, pretendemos educar alunos fortes, cujas personalidades sejam coerentes, para que se tornem homens livres. A capacidade de agir bem com consciência no mundo desenvolve-se a partir das ideias reais de Bondade, Beleza e Verdade, que são os conceitos mais fundamentais e universais (católicos) para a formação do caráter do homem, independente de etnia, crença ou religião. Nosso Ensino Religioso norteia-se, primeiramente, pelos valores da Doutrina Social da Igreja Católica. Damos ênfase na História Sagrada e nas principais personalidades que agiram no mundo, transformando a si e as suas circunstâncias.

Latim - Profs. Clístenes Hafner Fernandes e Roberta de Oliveira Barbosa:

Não há homem culto que não tenha estudado as línguas clássicas. Além disso, o estudo da língua mãe do Português aprimora em nossos alunos o uso do próprio idioma, e a compreensão mais profunda das obras clássicas no original permite um diálogo direto com os autores. Nossos alunos aprendem, pelo Método Natural, a gramática e o vocabulário dessas línguas, principalmente do Latim, a fim de que sejam capazes de ler os textos clássicos nas línguas em que foram escritos. Estas aulas são baseadas nos seguintes materiais didáticos: Familia Romana, livro texto e Exercitia Latina, da série didática Lingua Latina per se Illustrata, de Hans Henning Ørberg. O aluno aprende a leitura e também as demais habilidades necessárias ao domínio de um idioma: a fala, a escuta e a escrita.

Literatura - Prof. Clístenes Hafner Fernandes

A educação que forma uma pessoa para ser livre educa a partir dos livros. Imagina um encontro e um diálogo com Homero, Dante, Virgílio, Camões? Nossos alunos, pelos livros, se encontrarão com autores de obras que mudaram os rumos de civilizações e da vida cotidiana de homens e mulheres. Além da literatura clássica universal, os alunos também conhecerão a mitologia grega e romana, e estas aulas tratarão dos temas mais importantes da literatura e do contexto histórico-cultural do período clássico greco-latino e medieval, além de obras importantes de autores brasileiros.

Matemática e Ciências Naturais: prof. EduarDO ROCHA

O aluno aprende a dominar o uso aplicado e a leitura simbólica dos diversos elementos matemáticos, adquirindo noções da realidade dos números, do espaço e do tempo. Aprende a reconhecer, diferenciar e manipular os símbolos e as operações matemáticas que eles indicam, seus conjuntos, funções, combinações e sistemas de cálculos. E, sobretudo, identificar e resolver os cálculos que estão no cotidiano do homem e os instrumentos técnicos essenciais para a compreensão profunda da natureza. Em Ciências Naturais, os conteúdos abarcam estudos de Física, Astronomia, Biologia e Química. Há também estudos específicos tais como: Tabela Periódica, Histologia, Reações Químicas, entre outros. E, por fim, o aprendizado da observação e contemplação do céu, das estrelas, planetas, e de seus movimentos.

A pedagogia aplicada no Instituto

Desde 2014, as atividades do Instituto têm seguido o que chamamos de “educação clássica”, focando especialmente nas disciplinas das artes liberais e no estudo das línguas antigas, como latim e grego, com uma forte ênfase em gramática e literatura. Para ser mais específico, entendemos a “educação clássica” como as abordagens ou técnicas que historicamente têm gerado os melhores resultados intelectuais no Ocidente. Durante as atividades presenciais, os professores desenvolvem um conteúdo programático totalmente alinhado com a essência do Instituto.
Outro aspecto importante é a adaptação do conteúdo e do ritmo das aulas de acordo com os alunos. Reconhecemos que uma boa educação requer certo nível de personalização, portanto, os professores ajustam as atividades de acordo com as características individuais de cada aluno, buscando melhorar seu desempenho por meio de interações diretas.
Incentivamos a autonomia dos alunos, pois acreditamos que “todo homem busca naturalmente saber” (Aristóteles), inclusive durante a adolescência, quando a capacidade de ser “senhor de si” é essencial para o desenvolvimento. No entanto, os alunos continuam recebendo orientação dos professores.

Assim, a educação em nosso Instituto envolve três fatores principais em uma jornada de estudos:

Só pode ser educado quem deseja

Encorajamos os alunos a refletir honestamente sobre seu conhecimento e a buscar apoio dos professores e colegas para esclarecer dúvidas e aproveitar oportunidades de aprendizado adicionais.

Só pode educar quem possui conhecimento

Os professores têm a responsabilidade de transmitir conhecimento aos alunos, que se comprometem a seguir as orientações em sala de aula. Além disso, a ação pedagógica visa formar a virtude dos alunos e corrigir vícios.

O aspecto espiritual da educação

Embora sigamos a doutrina social da Igreja Católica, aceitamos alunos de todas as religiões. Destacamos a importância do aspecto espiritual na vida e na educação, incentivando os alunos a buscar uma jornada espiritual por meio do conhecimento, da sabedoria e da prática religiosa. As ferramentas são técnicas como gramática e matemática, mas o verdadeiro desafio está em como nossa mente entende e se relaciona com o mundo ao nosso redor. Portanto, incentivamos os alunos a buscar uma vida espiritual e a praticar a religião.

Em resumo, no Instituto Hugo de São Vítor, a educação clássica se destaca pelo foco nas artes liberais, personalização do ensino e valorização do aspecto espiritual. Buscamos não apenas transmitir conhecimento, mas também cultivar virtudes e autonomia nos alunos. Acreditamos que essa abordagem proporciona uma base sólida para o desenvolvimento integral dos estudantes, preparando-os para enfrentar os desafios da vida com sabedoria e integridade.

a Iniciativa do Colégio São José

O Colégio São José é uma iniciativa incubada dentro do Instituto Hugo de São Vítor que visa reintroduzir, ainda que parcialmente, muitos dos princípios da pedagogia das artes liberais que foram negligenciados nas últimas décadas. Aqueles que participarem de 3 a 5 dias das atividades presenciais do Instituto têm a opção de se envolver nas atividades do São José.

As artes liberais enfatizam a importância da formação básica em habilidades de linguagem e matemática, dividindo-se em trivium e quadrivium. O trivium inclui Gramática, Retórica e Dialética, enquanto o quadrivium abrange Aritmética, Geometria, Música e Astronomia. Os alunos que participarem desse projeto terão acesso a atividades complementares especiais e receberão acompanhamento pedagógico diferenciado.

preços e condições

  • 1 dia na semana R$ 400,00
  • 2 dias na semana R$ 675,00
  • 3 dias na semana R$ 1150,00
  • 4 dias na semana R$ 1.300,00
  • 5 dias na semana R$ 1.450,00

Contrato mínimo de 12 meses.

(Atenção: as aulas são PRESENCIAIS e acontecem em Porto Alegre/RS) 

Formulário de interesse

Por favor, cadastre-se em nossa lista de interesse. Entraremos em contato para obter mais informações sobre o aluno e agendar uma apresentação de nossa escola.