Formação da Imaginação Clássica - Instituto Cultural Hugo de São Vítor

Forme seu imaginário aos moldes clássicos com os professores do Instituto Hugo de São Vitor

Todos possuem um imaginário. A diferença é que alguns o formam bem, enquanto outros não.

Por alguma razão, há uma certa “aura” no termo “formar o imaginário” que faz com que a maioria das pessoas acredite que isso é algo apenas para intelectuais e que o restante das pessoas sequer o possui.

O que é, sem dúvidas, um pensamento errado.

Todos possuem um imaginário. Todos, sem exceção, até mesmo aqueles que não sabem que o tem, porque o imaginário é, resumidamente e de forma simplificada, a coleção de experiências, figuras, histórias, situações, imagens, etc, que você possui em sua memória.

Além disso, todos utilizam o imaginário no seu dia-a-dia.

Para saber como agir diante de uma determinada situação no trabalho ou na família, você recorre às “imagens” e figuras que têm “guardadas”, mesmo que não perceba conscientemente.

Para ser criativo e encontrar uma solução diante de um grande problema, você usa a imaginação.

Para ser virtuoso, quando a situação é nebulosa e você não sabe exatamente o correto a se fazer, o imaginário vem à tona, para que você saiba (com base em suas memórias e experiências vividas, lidas ou ouvidas) como agir.

A questão não é “ter um imaginário ou não”, mas sim “formá-lo bem ou não”.

Para isso, recorremos aos clássicos. Neles, encontramos ícones, símbolos e histórias que preencheram o imaginário dos grandes pensadores e que são de uma riqueza gigantesca.

Eles são, em questão de qualidade, os melhores “materiais” para você ter na sua imaginação.

Em suma, sem um imaginário bem-formado, não há inteligência.

É o imaginário que ordena todos os nossos conhecimentos adquiridos, dando a eles uma forma, um símbolo e um lugar próprio na nossa memória.

Todos os grandes pensadores e personalidades da história possuíam um vasto repertório cultural.

Por mais que antigamente não houvesse o termo “formar o imaginário”, acredita-se que eles tinham um imaginário muito mais rico do que o nosso.

Ou seja, negligenciar a formação imaginária é, sem dúvidas, uma presunção, para aqueles que desejam uma vida de estudos séria, mesmo que não sejam intelectuais.

Para ajudá-lo neste caminho, criamos a “Formação da Imaginação Clássica”

Ela não possui o nome de “formação” à toa. O que você encontrará não é um clube de estudos dos clássicos.

Algumas aulas serão para isso, sim, mas não apenas.

Você entenderá, inicialmente, o que é o imaginário, como ele se articula com as nossas potências da alma (a memória e a imaginação) e como bem-formar o seu, tanto com técnicas de imaginação, técnicas de memória, quanto o estudo dos clássicos.

Na Formação, você vai:

Aprender técnicas para melhorar sua memória;

Aprender técnicas para aprimorar sua imaginação;

Ler e memorizar poemas, sonetos, contos e mitos;

Estudar e compreender os clássicos;

Dar um grande salto na formação do seu imaginário.

a estrutura da Formação

O tema do imaginário nos é muito caro. Nossos estudos e observações em grande medida estão voltados na direção dele.

Vamos contar como surgiu a formação: Após termos planejado e preparado tudo, o tiro de largada para ela foi o IX Congresso de Educação Clássica e Artes Liberais, cujo tema foi o imaginário, e para o qual convocamos um grupo seleto de professores. As aulas do Congresso são parte da formação e são as chaves para acessar o resto do material.

(Também convém anunciar que estamos preparando um material editorial que vai coroar todo o trabalho desta formação).

Para além do Congresso, gravamos aulas ainda mais específicas que resolverão os problemas que praticamente todos têm em relação aos temas relativos ao imaginário, programa que agora detalharemos:

No primeiro módulo, teremos aulas teóricas e práticas sobre a natureza e funcionamento das potências da alma, memória e imaginação, e sobre sua relação com as obras poético-literárias. São aulas que explicam o que você precisa saber para cultivar um imaginário sadio, e propõem exercícios para aprimorar seu domínio sobre essas potências.

No segundo e no terceiro módulos, leituras guiadas de obras-chave da literatura, com ênfase nos seguintes gêneros: mitos, fábulas e contos de fada.
Fazemos também a leitura guiada de sonetos e salmos como modo de treinar a sua interpretação de obras poéticas. Desta leitura, você sai preparado para ler com profundidade as obras que afiam a imaginação e formam o imaginário, pois são as obras fundamentais da cultura.
De modo que sabendo lê-las, você será capaz de penetrar na essência poética de qualquer outro tipo de obra, independente da mídia em que esteja, como o teatro, a pintura e o cinema.

A AULA MAGNA

Esta aula magna, a primeira do curso “A Formação da Imaginação Clássica”, que é a introdução ao tema e ao curso, foi feita para desmistificar o imaginário. Está tudo explicadinho nela para você não se perder mais e saber o que fazer e o que esperar.

Nela discutimos o conceito de imaginário, a visão errônea que se pode ter dele, as consequências de um imaginário doentio ou pobre, quais as potências da alma estão envolvidas na sua formação, que material se deve buscar para formá-lo e como proceder nessa busca.

PDF COM A TRANSCRIÇÃO DA AULA MAGNA E MAPA MENTAL.

OS MÓDULOS

No primeiro módulo, falamos sobre os aspectos teóricos do tema, explorando as potências envolvidas na formação do imaginário e da imaginação, e damos exercícios práticos para que esta formação chegue à fruição.

O professor

Mário Carbonera

O Prof. Mário Carbonera é formado em Administração pela Unilasalle e é o principal professor de Gramática e Astrologia do Instituto Hugo de São Vítor. É também tradutor e escritor. Redigiu o manual de gramática e outros textos presentes na Coleção 7 Artes Liberais, tendo sido o professor mais envolvido no projeto. É tradutor do livro “Ortodoxia”, de Chesterton, presente no Box Clássicos de Chesterton. Também é o principal produtor de material aberto no Instituto.

A aula especial

A aula inicial foi dada pelo Prof. Mário no IX Congresso do Instituto, e seu tema foi justamente a memória e o imaginação, potências implicadas na formação do imaginário, vistas desde os seus conceitos mais básicos, que andam fora de circulação no debate atual. A base do entendimento desses assuntos remonta aos filósofos clássicos, em especial a Aristóteles, mas também a Platão, Cícero e outros. Resgatando esses conceitos, podemos avançar no estudo e termos consciência do que estamos fazendo ao buscarmos formar um imaginário rico.

As demais aulas

Nas demais aulas, continuamos a explicação sobre os aspectos teóricos e práticos e exploramos detalhadamente as potências envolvidas na formação do imaginário, sempre partindo da visão clássica sobre o assunto, mas trazendo-a para a linguagem e a sensibilidade atuais. Trabalhamos, ainda, exercícios práticos de leitura, memorização e imaginação para que o que foi estudado se torne parte do seu repertório de habilidades. 

 

4 aulas teóricas

1. A memória e a imaginação segundo diversos autores antigos

2. As técnicas de memorização

3. As técnicas de imaginação

4. Exercícios

4 aulas leituras

1. Aspectos técnicos da poesia

2. Leitura e memorização de sonetos

3. Leitura e memorização dos Salmos

4. Outros textos que devem ser memorizados

No segundo módulo, fazemos a leitura das obras que tradicionalmente formaram o imaginário do ocidente, que nada mais é que uma continuação do imaginário helênico, dos gregos. E estamos falando especialmente de mitos, fábulas e contos de fada, que são lidos e analisados a fundo, para que você adquira a técnica de extrair tudo que há nesses mais formativos gêneros de literatura.

Eduardo Rocha Costa

O professor Eduardo é mestrando em Design e Educação pela UFRGS e professor Latim, Grego, Aritmética e Geometria no Instituto Hugo de São Vítor e na Schola Classica. Desde cedo, interessou-se por música, artes e principalmente disciplinas matemáticas. Isso o levou a ingressar no curso avançado sobre literatura latina na maior escola de grego e latim da Europa, a Vivarium Novum.

As aulas especiais

As aulas que abrem o segundo módulo foram dadas no IX Congresso pelos professores Clístenes Hafner Fernandes e Marcus Porto. O Prof. Clístenes falou sobre o imaginário helênico, o primeiro imaginário que impactou a nossa visão de mundo e impacta profundamente até hoje, o que é algo espantoso. Esse imaginário, portanto, é inescapável; se não o compreendemos nem o dominamos, não entendemos nada do que é nossa cultura. O Prof. Marcus Porto, em sua aula, relatou toda a genealogia dos deuses conforme está no poeta grego Hesíodo, relembrando a estrutura básica dos mitos gregos que todos devemos ter de cor. 

cLÍSTENES HAFNER FERNANDES

O Prof. Clístenes é coordenador pedagógico e professor principal do Colégio São José e professor da Schola Classica e da Confraria de Artes Liberais. É professor de música, línguas clássicas e modernas, poeta e cantor lírico. Há anos dedica-se ao ensino da pedagogia clássica. Também é conselheiro pedagógico em outras escolas pelo Brasil.

Marcus Porto

Músico, tradutor e professor de línguas antigas, o professor Marcus é graduado em Artes Liberais pela faculdade californiana Thomas Aquinas College e formado em cultura e línguas clássicas pela academia romana Vivarium Novum.

As demais aulas

Neste módulo, trata-se de ler e comentar, ler e comentar, o que só um professor com experiência na leitura dos clássicos pode fazer para mostrar ao aluno como este deve proceder. Há mais de dois mil anos é assim que se faz, e assim se formaram os maiores escritores e pensadores da nossa cultura. Nossos alunos acompanham pois a leitura inteligente feita pelo professor dos mitos mais seletos, que impactaram mais de perto a cultura grega e, depois, a ocidental. 

1. Argonautas

2. Perseu

3. Teseu

4. Hércules

5. Ilíada

6. Odisseia

7. Leitura de Fábulas

8. Leitura de Contos de Fada

No terceiro módulo, adentramos o mundo moral, estudando a literatura que acima de todas as outras formou o modo de se portar e se conduzir do homem ocidental, a Bíblia. Não há mais seguro guia para formar a imaginação moral que o livro dos livros, e nele vamos focar. Também falamos sobre o teatro grego, culminação da obra poética da Grécia Antiga no que diz respeito ao tema da moral. Por fim, neste terceiro módulo, concluímos discutindo o mundo imaginal, conceito medieval e antigo que precisamos recuperar para entendermos completamente o tema do imaginário e da imaginação.

Rodrigo Naymaier dos santos

O Prof. Rodrigo é bacharel em história (UFRGS) e filosofia (PUCRS) e um dos fundadores do Instituto Hugo de São Vítor. Atualmente é seminarista da Arquidiocese de Porto Alegre, presidente da Sociedade Chesterton Brasil e professor no Instituto Hugo de São Vítor. Na rede pública do estado, já foi professor de história, geografia, filosofia, sociologia e religião, bem como supervisor de docentes das séries iniciais.

As aulas especiais

As aulas que inauguram e norteiam este módulo foram dadas pelos professores Luiz Gonzaga de Carvalho Neto e Rafael Nogueira, que foram convidados especialmente para trazer seu expertise ao nosso curso. O Prof. Nogueira fala sobre a aplicação das leituras de imaginação à vida moral, como subsídio para virtude da Prudência em especial, a virtude da qual dependem todas as outras, segundo a tradição clássica. O Prof. Luiz Gonzaga de Carvalho Neto, na aula mais longa do Congresso, já que tinha que explicar um conceito esquecido de há muito tempo, falou sobre o mundo imaginal, um recorte da realidade que se posiciona entre o mundo material e o mundo puramente espiritual, noção que os medievais conheciam, mas que foi perdida após a simplificação cartesiana do Cosmo. Com esse conceito, magistralmente exposto pelo professor, podemos completar enfim nosso entendimento do tema da imaginação e do imaginário. 

LUIZ GONZAGA DE CARVALHO NETO

Principal professor do Instituto Cultural Lux et Sapientia, Luiz Gonzaga de Carvalho é uma das maiores autoridades nos temas da religião comparada e do simbolismo no Brasil. Em seus cursos, o professor se notabiliza por se utilizar de métodos de explicação que há muito foram abandonados em nossa pedagogia, isto é, em linguagem alegórica, que exemplifica ao mesmo tempo em que elucida os conceitos. Tal tipo de explicação é fruto de uma imaginação extremamente bem treinada.

Rafael Nogueira

Atual presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), ex-secretário nacional de Cultura e ex-presidente da Biblioteca Nacional. É bacharel em Direito e Licenciado em Filosofia pela Universidade Católica de Santos (UniSantos). É professor de diversos cursos de literatura e cultura clássica, nos quais ensina com a leitura proveitosa dos clássicos da nossa literatura, o tipo de leitura que enfatiza o enriquecimento do imaginário.

As demais aulas

Nas demais aulas do módulo, o Prof. Rodrigo Naimayer faz a leitura de livros da Bíblia a partir da chave de leitura do nível moral. Os livros foram selecionados com a ideia de perpassar toda a visão mundo judaico-cristã em relação aos atos morais diante de Deus e do próximo, da Criação à Queda, do êxodo dos Judeus ao pessimismo de Salomão até, enfim, tudo culminar na Boa-Nova que é a Encarnação do Verbo. Junto com o Prof. Mário, também neste módulo o Prof. Rodrigo fala sobre a visão moral grega como é exposta no seu Teatro. Para finalizar o curso, o Prof. Mário dá uma aula sobre o tema do mundo imaginal trazendo a visão dos autores clássicos sobre o assunto, a qual foi esquecida e abandonada no curso do tempo. 

 

Teatro Grego – Rodrigo e Mário

1. Ciclo Tebano

2. Orestéia

Bíblia - Rodrigo

3. O Gênesis

4. Êxodo

5. Sabedoria

6. Evangelhos

O Mundo Imaginal segundo os autores clássicos – Mário

Eis a formação. 

Trata-se de uma viagem completa à formação de um imaginário pleno, ordenado e coerente. 

Nosso porto de partida é o domínio das potências alma; depois aprendemos a nutri-las com as obras que realmente formam o imaginário, pela leitura inteligente delas; então aprendemos a aplicá-las no desenvolvimento da vida moral e prática: por fim, ainda descobrimos que há um mundo (no sentido clássico do termo) onde existem as formas imaginativas. 

Um curso completo pelos temas da memória, da imaginação e do imaginário. Nada ficou de fora. 

Este é um material que você não encontrará facilmente por aí. Porque, quanto a isso, temos duas notícias para você. A má é que o material está perdido, enterrado em nossa cultura. A boa é que nós o desencavamos e tornamos acessível neste curso. 

Selecionamos a dedo e com muito cuidado os professores que fazem parte deste projeto, pois eram os que tinham a cancha, a experiência na área, para além de conceitos e teorias. Sabemos que estes professores o podem guiar, mais do que apenas lhe sugerir boas ideias. 

Muitos se encontram perdidos, desnorteados e deprimidos em suas vidas. O imaginário formado é o mapa que temos para navegar nas águas perigosas deste mundo. Se ele for pobre e disfuncional, a tendência é que as pessoas percam o rumo e se desesperem. 

Daí a importância deste curso. 
 

A Formação em números:

Aulas
0
Horas
0

Aula Magna introdutória de 2h e 40min.

Módulo I: Mais de 14 horas de conteúdo divididas em 9 aulas.

Módulo II: Mais de 14 horas de conteúdo divididas em 11 aulas.

Módulo III: Mais de 18 horas de conteúdo divididas em 14 aulas.

A supervisão dos estudos no Instituto Hugo de São Vítor se dá pelo grupo de supervisão. Nele estão presentes a maioria dos nossos professores e também o time de tutoria do Instituto, que está apto a responder a todas as dúvidas dos alunos e a guiá-los no caminho dos estudos.

FORMAÇÃO DA IMAGINAÇÃO CLÁSSICA

SEM DATA DE EXPIRAÇÃO
R$696
R$ 496 12x R$49,60
  • Acesso ao grupo de supervisão do Instituto.
  • Suporte interno da plataforma, respostas às perguntas.
  • Plataforma com vídeo aulas e PDF´s.

Ficou com alguma dúvida ou precisa de ajuda?

Fale agora mesmo com a nossa equipe pelo Whatsapp!

FAQ

Não existe a necessidade de nenhum conhecimento aprofundado prévio. A Formação da Imaginação Clássica tem como objetivo guiar os alunos passo a passo até a compreensão e educação do próprio imaginário.

Imediatamente após a assinatura você receberá acesso à plataforma.

Nas aulas há uma caixa para perguntas, as quais serão respondidas por nossa equipe. Além disso, você terá acesso à comunidade exclusiva dos nossos alunos no Facebook, um espaço para discussões bem como para sanar dúvidas com nossos professores.

Na assinatura mensal, o pagamento é feito por cartão de crédito. Em alguns raros momentos, liberamos a assinatura anual com desconto, com as opções de pagamento por boleto bancário ou cartão de crédito.

Você tem 7 dias para cancelar sua compra. Basta enviar-nos um e-mail  ou entrar em contato via chat online.